Coisas Boas em Alta
Lugares em Alta

Uma casa portuguesa com certeza – O povo casa de fados

Aos amantes da música e em especial do fado, O Povo é um refúgio no meio da agitação e da quase americanizacao das noites da Rua Nova do Carvalho.

Criado em 2012 para ser mais uma casa de fados contemporânea, o Povo depressa  se transformou numa casa frequentada  por gente que gosta de comer em conta, ouvir uns fados com fadistas no início de carreira, mas cheios de vontade de mostrar o seu talento que fica na zona do Cais do Sodré.

Agora com o confinamento, resolveram melhorar o espaço.

É está bem bonito com o pormenor que quando se começa a cantar o fado,  um cortina de veludo azul cobre a zona do bar.

O ambiente fica mais íntimo e mais silencioso.

Boa ideia!

Na prática, o novo menu divide-se em sete partes: entradas, “a toda a hora”, peixe, carne, vegetais, acompanhamentos e sobremesas.

No “a toda a hora” encontra sugestões mais simples, ideais para acompanhar umas cervejas descontraídas: a sandes de ovas fritas é um ponto forte, mas também não lhe ficam atrás as bifanas a moda do Porto a 6€ ou os salgadinhos, como o pastel de massa tenra de camarão picante, o croquete de carne de alguidar ou o delicioso e bem recheado rissol de polvo todos a 2€ cada.

Quem procurar uma refeição mais completa pode escolher pratos como o bacalhau fresco e avinagrada com o contraste quente do bacalhau assado a 13€ e a surpreendente tainha curada com  inspiração meio asiática, que se faz acompanhar de uma maionese de wasabi e custa 13€.

No capítulo das carnes brilham o xerem com língua a11€ , ou a espetada de borrego a 12€ .

E para os adeptos do veganismo há também sugestões como a couve queimada com húmus e sultanas.

Finalmente, para as sobremesas, só coisas boas a apetitosas: torta de laranja 3,50€, tarte de amêndoa 3,50€ e as levíssimas farturas com chocolate e amendoim a 4,50€..

Responsável por estas comidas está o Chefe Bernardo Agrela, cozinheiro do projeto A Praça e antigo responsável do East Mambo que  foi escolhido pelos proprietários deste espaço a empresa CTL, que também é dona do clube Musicbox, para idealizar a nova carta, que será implementada no dia-a-dia pelo jovem chefe Vitor Charneca que trabalhou na Taberna do Sal Grosso, também ele um rosto novo no Povo.

Vão até lá descontrair ouvindo um fado e uma boa comidinha.

Parabéns pela remodelação e tenham muito sucesso

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x