Coisas Boas em Alta
Entrevistas em Alta

Marta Moura – Mamãs Fit

Não há dúvida que a pratica desportiva é muito importante para uma vida saudável! 

Será que uma mulher grávida deve fazer exercício? 

Será prejudicial aos bebés? 

Marta Moura já com 3 filhos e Personal Trainner decidiu partilha toda a sua vivência num livro “Mamãs Fit” 

Marta Moura

Foi numa tarde agradável de sol que conversámos com a Marta .

Como foi que decidiu que o seu caminho era com PT? 

A minha família e eu achávamos que eu iria ser uma grande economista, área na qual sou licenciada. No entanto, o gosto pelo fitness já vinha desde os 12 anos e quando percebi que poderia ajudar pessoas a sentirem-se bem na sua própria pele e fazer disso profissão, não olhei mais para trás.

Marta Moura

O mercado esta cheio de PTs como foi que consegui se destacar neste mundo? 

Por norma, quem trabalha nesta área é mesmo por amor ao que faz. Eu sinto que me destaquei a partir do momento em que me comecei a expôr nas redes sociais e a partilhar a minha experiência não só como instrutora, mas como mãe e fazer ver que é perfeitamente possível passar por 1, 2 ,3 ou mais gravidezes e nos sentirmos bem no nosso corpo, criando expetativas reais.

Como manter um aluno focado? 

Não há uma receita para isto, ninguém está sempre motivado, eu não estou. É importante criar o hábito, tal e qual como lavar os dentes, não fazer do exercício um acontecimento especial, mas sim algo normal que faça parte do dia-a-dia, e de preferência torná-lo algo prazeroso, encarar como algo que conseguimos fazer em vez de algo que temos de fazer.

Marta Moura

Agora edita o livro “Mamãs Fit» 

Que livro é este? 

É um livro onde partilho as minhas experiências em três gravidezes completamente distintas, e três pós-partos igualmente diferentes. Onde partilho planos de treinos para ambas as fases, com exercícios seguros e que podem ser feitos em casa, mas também opiniões médicas de obstetras, psicólogas e nutricionistas, onde se reforçam os benefícios do exercício físico nestas duas fases, não só para a mulher como para os bebés. Durante todo o livro, tenho vários testemunhos de mulheres que treinaram e treinam comigo, para que as leitoras se identifiquem com as mais variadas situações.

Há a preocupação das mães voltarem a ter o mesmo corpo que tinham antes da gravides? 

Há pois! A questão aqui é que nunca mais somos iguais ao que éramos depois de uma gravidez, o corpo muda para sempre. Mas podemos trabalhar para ficarmos e nos sentirmos tão bem ou melhor do que antes de ter filhos. Comigo foi assim!

As grávidas devem pártica exercício? 

Devem sim, a não ser que haja alguma contraindicação médica.

Idealmente a atividade deverá ser diária e completar cerca de 150 minutos semanais. Caso não seja possível, no mínimo, três vezes por semana.

Quanto tempo depois de dar à luz as grávidas devem começar a mexer o corpo? 

Depende se o parto foi normal ou cesariana, eu recomendo começar a treinar às 8 semanas após o parto, no entanto, quando tiver alta médica, poderá começar com caminhadas e exercícios respiratórios.

Quais os benefícios para os bebés com uma mãe ativa? 

Estudos apontam para uma melhor função cardíaca nos bebés das mães que treinaram vs as sedentárias, outros apontam para um melhor dominio das capacidades motoras como coordenação e força nos bebés de mães que treinam. Para além dos aspetos emocionais e psicológicos que são passados da mãe para o bebé durante a gestação.

Que género de exercícios propõem?

Na base dos meus treinos, ensino a respiração abdominal e correta ativação do core. Depois combino com exercícios comuns, como agachamentos, lunges, etc, tudo sem forçar a parede abdominal e controlando bem o esforço.

Como foram as suas gravidezes? 

Na primeira, do nada, tive um descolamento de placenta que me obrigou a ficar de repouso absoluto durante 8 meses.

Na segunda, pude continuar a treinar e dar treinos praticamente até ao fim, embora tenha tido uma ameaça de trabalho de parto prematuro por volta dos 7 meses por estar desidratada, pois estava a passar muitas horas no ambiente aquecido e húmido da piscina a dar aulas de hidroginástica.

A terceira foi a melhor de todas, sempre treinei sem restrições e sem grandes desconfortos.

Todas foram cesarianas, sendo que a primeira foi de emergência, por o bebé estar enrolado no cordão umbilical, as outras acabaram por ser agendadas para não haver riscos.

Os homens também devem ler o seu livro?

Claro que devem, não só para perceberem o que vai na cabeça das mulheres e como o corpo se transforma e adapta, como para poderem treinar e/ou corrigir os treinos das suas grávidas/mamãs e fortalecerem ainda mais os laços da família.

Subscreva
Notify of
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Maria Pedra
Maria Pedra
8 meses atrás

Top

1
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x