Coisas Boas em Alta
Notícias em Alta

Tudo o que eu quero

No Museu da Gulbenkian está aberta ao público com entrada grátis uma exposição que nos mostra a luta pelo reconhecimento das artistas plásticas portuguesas.

Esta exposição tem também visitas orientadas mas quando me quis inscrever já foi tarde.

Estavam preenchidas para todo o mês de Junho.

Uma exposição apenas com mulheres artistas merece uma ida ao Museu.

Estão patentes obras de 40 artistas portuguesas do período de 1900 a 2020.

Encontramos escultura, pintura, desenho, filme vídeo e uma instalação.

São ao todo 200 obras.

O ponto de partida desta exposição é o conhecido auto-retrato de Aurélia de Sousa pintado em 1900 e serve de reflexão sobre o contexto de criação que durante muitos séculos, foi maioritariamente masculino.

Podemos encontrar obras de Joana Vasconcelos, Fernanda Fragateiro, Paula Rego e mais outras tantas maravilhosas artistas.

A exposição encerra a 23 de Agosto e tem curadoria de Helena de Freitas e de Bruno Marchand.

Os curadores desta exposição e conjunto de obras, dizem que  constitui um documento da luta das suas autoras pelo pleno direito a sua voz.

Em 2022 está exposição viajará até França e ficará instalada no Centre de Creation Cotemporaine Olivier Debre, em Tours integrada no programa geral da Temporada Cruzada Portugal-Franca.

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x
()
x