Coisas Boas em Alta
Entretenimento em Alta

Ballet: Cherkaoui / Ramalho

Gosto de Ballet mas nada sei sobre técnicas de bailarinos e nunca poderia escrever como crítica.

Escrevo sobre aquilo que me causa emoção e sobre a nossa Companhia Nacional de Bailado.  

Fui ver mais uma tarde de bailado.

Um espetáculo que reúne duas coreografias muito diferentes: Fall, de Sidi Larbi Cherkaoui e symphony of sorrows, de Miguel Ramalho. 

Nunca tinha ouvido falar de Sidi Larbi Cherkaoui.

Dançarino, coreógrafo e diretor belga-marroquino.

Assumido homosexual e vegan deixou-me encantada e pregada a cadeira com o bailado que apresentou.

Já fez mais de 50 peças e recebeu muitos prémios.

Os bailarinos vestidos de negro provocaram-me um misto de emoções muito grande. 

Depois do intervalo foi a vez do coreógrafo emergente e Bailarino Principal da CNB, Miguel Ramalho, mostrar a sua “symphony of sorrows”, com música de Henryk Górecki.

Foi apresentada pela primeira vez após o primeiro período de confinamento, em 2020, e regressa agora ao palco do Teatro Camões de 24 de março a 3 de abril.

Miguel Ramalho, diz que «symphony of sorrows» parte de uma sensação de perda, de esgotamento.

Senti uma melancolia boa e a cena onde as bailarinas deslaçam os cabelos deixou-me encantada.

Os bailarinos dançam como que soprados pelo vento e fazem-nos sonhar.

Não será isso que o Ballet serve?

Para sonhar?

Os bailarinos esperam por voces até 03 de Abril no Teatro Camões.

Prontos para dançar apenas para si!

Vá ao Ballet.

Subscreva
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x