Coisas Boas em Alta
  • Gastronomia em Alta

    Retrogusto84

    Confesso que não sou um grande apreciador de pizzas, sobretudo porque algumas me fazem uma sensação de enfartamento, que penso que tem a ver com o tempo de levedura da massa. Enfim… Vamos então ao que interessa, durante algum tempo achei que as melhores pizzas de Lisboa, se comiam na Come prima, ou no Forno D’oro, ambas as casas do Nepalês Tanko Spanka. Desta vez por sugestão duma amiga francesa, a Aure Lie, fui experimentar uma nova Pizzeria, na zona dos Anjos. A meio da Rua Maria, no número 52, situa-se esta pequena maravilha da cozinha italiana, o Retrogusto84, segundo eles “Um Lab de produtos como pizza e comida de rua típica de Palermo” Para iniciar e porque o dia (mais quente do ano) pedia, solicitei uma cerveja artesanal italiana, a “Ichnusa”  A Cerveja Ichnusa é uma cerveja que tem as suas origens na Sardenha uma ilha Italiana, possui esse nome devido a uma antiga denominação…

  • Gastronomia em Alta

    O melhor bitoque do mundo…

    As expectativas eram elevadas quando decidi vir experimentar este “restaurante “ a quem lhe era atribuído este título. Se bem repararam a palavra restaurante está entre comas, precisamente porque não é um restaurante mas sim um snack-bar onde não cabem mais de 20 pessoas sentadas. Situa-se na Calçada da Memória, no típico Bairro da Ajuda, paredes meias com a Igreja da Memória. Por dentro e ao som da M80, sintonizado na televisão da casa, e um enorme escaparate por cima do balcão com todo o tipo de artefactos que possa imaginar, desde o ferro de engomar a carvão, ao candeeiro a petróleo, tudo cabe por cima do balcão desta casa. O resto da decoração é feito por alusões ao Belenenses com dezenas de camisolas, cachecóis, etc. Outros clubes também estão aqui representados. Mas vamos ao que aqui nos trouxe propriamente dito. O Bitoque: Carne no ponto, de qualidade mediana e…

  • Notícias em Alta

    Coisas boas… um ano!

    E já passou um ano… É verdade, o nosso/vosso “Coisas Boas em Alta” celebra hoje o seu primeiro aniversário O que saiu dum jantar muito bom de amigos, foi a vontade de partilhar “Coisas Boas“, “Coisas bem feitas”, no fundo partilhar experiências que valessem a pena. E do sonho surgiu a concretização, seria um blog? Seria uma página nas redes sociais, mas a ambição falou mais alto, e apostámos num site. Recrutámos alguns amigos, outros vieram através de outros amigos e neste momento já temos cerca de mil artigos escritos, por pessoas tão diferentes no género, na idade, nas atividades profissionais, e até mesmo no peso e altura!!! Alguns jantares e copos depois, surgiu então o site “Coisas Boas em Alta”, que acredito, se tornará uma referência para quem gostas de coisas boas, experiências boas e no fundo duma vida boa. Aqui escrevemos sobre tudo e sobre nada, desde que…

  • Gastronomia em Alta

    Restaurante Dona Mimi

    O ditado “nunca voltes onde foste feliz” não se aplica ao Restaurante Dona Mimi, provavelmente o restaurante mais alto de Lisboa, já que se situa no Campo das Amoreiras, paredes meias com a pista do Aeroporto Humberto Delgado, e na fronteira com o Concelho de Loures. Foi dos primeiros artigos que escrevi para este espaço e achei que esta casa tinha (e tem) muito potencial. Na altura falei do facto de ser uma pastelaria/restaurante e que graças à boa cozinha, poderia vir a tornar-se uma referência na zona. Um ano depois voltei, e eis quando fui surpreendido com a renovação do espaço e já sem a zona da pastelaria e assumiu-se como um restaurante por inteiro. Na altura só serviam almoços e eu na altura também falei do facto deste encerrar cedo. Pois a Dona Mimi, agora trabalha até mais tarde e em boa hora o fez. Serve jantares, e…

  • Gastronomia em Alta

    Cantinho do Alfredo

    Querem viajar no tempo? Ora então vamos lá recuar 50 anos, no popular bairro de Campolide a meio da Rua General Taborda, que fica o Cantinho do Alfredo. Quando se entra nesta pequena “tasca” logo se estranha que os clientes estejam em amena cavaqueira de mesa para mesa, parece até que entramos numa sala de uma qualquer família de Campolide. Ainda no balcão somos convidados a escolher o que vamos comer, e é aqui que começa a viagem no tempo, sobretudo nos preços . Pedimos Sopa de Cozido e umas iscas com batatas fritas (opção de batatas cozidas). No Cantinho do Alfredo, esqueça a etiqueta, e o requinte, aqui é tudo “puro e duro”. Depois do pedido, indicaram-nos uma mesa para sentar, colocaram pão e manteiga e nada mais. Perguntaram-nos pela bebida e ao solicitarmos um copo de vinho, foi-nos colocado um jarro, que dava para muitos copos. Prontamente chegou…

  • Gastronomia em Alta

    Monte do Tintolê

    Quem passa na Rua Actriz Virginia, nº 15-A, junto ao Areeiro, não dá facilmente com o Monte do Tintolê, visto o mesmo não ter nada na porta a identificar este espaço. Fazendo o aproveitamento de uma antiga tasca, daquelas com um balcão de ponta a ponta, foi mantida toda a estrutura do antigo espaço. Apenas com alguns acrescentos que tornam o espaço agradável. Aqui chegados, um casal a beber um copo de vinho ao balcão e ninguém dentro da pequena sala, que alberga cerca de 10 ou 12 lugares sentados, não mais… Pessoal simpático, logo nos foi proposto um cesto de pão (1,5€) azeitonas (1,5€) e um queijinho seco com azeite e oregãos (3€). Com uma boa apresentação, o pão (3 tipos) vieram numa travessa de cortiça, o que até me pareceu que era aqueles utensílios onde era bebida a água fresca no Alentejo. O pão (branco) não vinha estaladiço…

  • Gastronomia em Alta

    This Grace (disgrace)…

    Dizem os puristas que não se deve comer Francesinhas fora do Porto.Será verdade?Fomos visitar provavelmente a última casa dedicada a esta iguaria a abrir na região de Lisboa, mais concretamente em Massamá Norte, e que não tem mais do que 15 dias.De nome “This Grace” (ou se formos pela fonética, disgrace!) esta nova casa serve essencialmente a famosa francesinha em 4 versões. A primeira, a “Da Casa”, com o habitual bife da vazia, ou de frango (em opção), e fiambre, chourição, paio york e ovo.A segunda, a “Especial”, para além de todos os outros ingredientes, conta também com linguiça.Já a terceira, a “This Grace“, é o topo das Francesinhas e para além de todos os ingredientes anteriores, conta ainda com uma fatia de presunto.A outra, é a Francesinha Vegetariana, que leva beringela, Curgete, Queijo Vegan e molho à base de beterraba. Mas já lá vamos…Situado numa das mais movimentadas ruas…

  • Gastronomia em Alta

    Frangos em Alta

    Se há coisa verdadeiramente difícil, é jantar aos domingos na cidade de Lisboa. Normalmente os bons, e mesmo os maus, encerram ao domingo a seguir ao almoço. Sendo o domingo, o dia da preguiça, não apetece depois de um fim-de-semana cheio, estar a cozinhar ao domingo. No bairro da Alta de Lisboa, existe uma churrasqueira onde se pode jantar sentado. Não sendo propriamente um restaurante, este espaço dispõe de meia dúzia de mesas, onde no interior ou no exterior se pode jantar uns grelhados acabadinhos de fazer, mas não só…também dispõe de comida a peso, para quem prefere um prato cozinhado. Este espaço chamado Frangos em Alta, situa-se na principal avenida deste bairro, a Av. Helena Vaz da Silva, 13. Mas nada tema, porque o cheirinho a grelhados, espalha-se por toda esta avenida e se tiver o olfato apurado, vai lá chegar de “olhos fechados”. Sendo o frango a principal…

  • Gastronomia em Alta

    Davito

    Não é habitual aqui falar mais do que uma vez do mesmo espaço, no entanto, é porque cada vez que o visitamos, encontramos sempre novidades neste espaço. Situado no Mercado de Sapadores, na Rua da Penha de França, é muito fácil de o encontrar. Para já e desde a última visita, encontrámos uma grande esplanada, mesmo em frente ao restaurante propriamente dito. Este espaço é  muito agradável e confortável e ideal para jantar com amigos nestas noites de verão. E foi isso que fizemos. Juntamos um grupinho e lá fomos nós ao Davito. Originalmente uma pizzaria com forno a lenha, fruto da imaginação e evolução do proprietário, tem-se tornado um verdadeiro restaurante italiano, com muito mais do que as pizzas e massas. Como estava uma noite agradável e não havia pressa, deixámos ao cuidado do simpático proprietário a escolha das entradas. E não podíamos ter feito melhor, fomos brindados com…