Coisas Boas em Alta
Lugares em Alta

Fui ao Bugio, bugiar!

Sempre que andava pela marginal olhava para o Bugio, farol isolado no meio do Tejo, pensava e comentava que “quando for grande quero ir ao Bugio”.

Agora surgiu o convite e não podia ter ficado mais feliz.

Numa embarcação com 40 pessoas, lá fomos pelo mar adentro.

A viagem faz-se em 20 minutos e ao chegar perto deste farol fiquei admirada pelo tamanho.

Achei-o grande e charmoso e com tanta história que desconhecia e que ouvi atentamente.

A nossa espera estava o historiador Dr. Bouça que em cima de um pedragulho, começou a contar com humor a vida deste monumento.

Agora é um farol que é monitorizado  a distância, de terra, mas já houve tempos que la viviam faroleiros de carne e osso com as suas famílias a depender das marés e da ondulação para puder vir a terra.

Um deles esteve 29 dias por lá pois o mar não deixava o barco atracar. Teve de ser retirado de helicóptero.

Já foi uma prisão mas o que é certo é que ninguém lhe dá o devido valor.

A sensação que eu tive nesta visita é que o isolamento me faria muito mal, mas que é magnifica a construção.

Ainda há uma pequena capela meia desfeita que gostei de ver e várias dependências agora vazias e ao abandono.
Este belo passeio foi organizado pela empresa Bugiar que está muito bem organizada e com o pessoal sempre disposto a ajudar para se entrar ou sair no barco.

Tente ir que vão gostar!

Subscreva
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x