Coisas Boas em Alta
Gastronomia em Alta

Restaurante Chão do Prado

Este restaurante situa-se numa vinha de Arinto.

Esta casta é originária de Bucelas, Loures, típica das encostas da região, que formam um micro-clima com grandes amplitudes térmicas na época da maturação das bagas, que lhes confere um sabor especial.

Tem na boa acidez uma das suas principais características, combinada com uma mineralidade única, excelente estrutura e um toque aveludado. O aroma é relativamente discreto, com notas de maçã verde e limão.

É neste fabuloso espaço, que João Carmona, ex professor de matemática, faz contas à vida gastronómica, somando clientes satisfeitos, tirando partido da beleza envolvente, multiplicando elogios na divisão ou partilha dos magníficos pratos ali confecionados.

De entrada uma chamuça de coelho, muito própria nada Indiana, sóbria e estaladiça, uns croquetes de touro bravo magníficos, com um molho muito apropriado e uns ovos mexidos com farinheira bem cremosos e aromáticos.

Como prato principal veio um bacalhau confitado e lascado acompanhado de Grão, bem adormecidos num prado de nabiças salteadas e cobertos por uma broa gratinada, Um conjunto de ingredientes que nunca desilude.

O prato mais famoso da casa, que levou ao delírio os ilustres comensais que me acompanhavam, foi a Fatiota de coelho, com a carne desossada e grelhada, servida num molho de azeite, vinagre balsâmico, alhos e coentros, acompanhado com batatas fritas com pele e uma salada com frutos secos, muito afro, com um aroma muito cabo-verdiano, cunho da Soraia que domina a cozinha.

Neste doce espaço, não podia faltar umas sobremesas fantásticas, como foi o caso da Pannacotta e o chesecake, ambos com frutos vermelhos.

Melhor que o repasto só mesmo o salutar convívio com colegas e amigos num ambiente informal e muito campestre.

Subscreva
Notify of
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
António Brissos
António Brissos
5 meses atrás

Um grupo de 8 pessoas, fizemos um almoço de familia no dia 4/6/2022.
A generalidade foi na fatiota de coelho, as outras foram frango.
Quer um prato quer outro, que desconhecia a sua forma de cozinhar, estavam muitos bons. Gostei e recomendo.
No final, não fomos surpreendidos, pela negativa, com o custo do almoço por duas razões, 1) cada dose dá perfeitamente para duas pessoas.
O vinho da casa é excelente o que dispensa outras marcas, sempre mais caras.
O serviço é um pouco demorado, mas o staff é de uma simpatia extraordinária.

1
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x