Coisas Boas em Alta
Entretenimento em Alta

O Misantropo

Hoje foi dia de assistir à quarta criação de 2022, da Companhia de Teatro de Almada.

Reposto em cena pela companhia teatral de Molière, após a morte do dramaturgo em 1673, o Misantropo chegou aos palcos de Londres em 1996 pela mão do dramaturgo britânico Martin Crimp.

Trata-se de uma versão adaptada aos nossos dias, por Martin Crimp, a partir de um texto clássico de Jean-Baptiste Poquelin, mais conhecido como Molière.

Uma comédia que o encenador Nuno Carinhas considerou como um “desafio duplo” e que conta em palco uma história dos bastidores do teatro, onde a personagem central é Alceste, o misantropo com o “seu conflito entre a conformidade e a inconformidade” rodeado de personagens de atores, jornalistas, agentes e críticos.

A peça conta com a participação de André Pardal, Ivo Alexandre, Ivo Marçal, João Cabral, João Farraia, Leonor Alecrim, Pedro Walter, Teresa Gafeira e Tânia Guerreiro, que durante 2h00 enchem o palco de personagens que recorrendo ao trocadilho das palavras, ao canto, à dança e alguma ironia, prendem a atenção do espectador.

Uma palavra de destaque ao excelente trabalho de cenografia e à escolha dos figurinos que completam um excelente texto!

Parabéns à Companhia de Teatro de Almada e que continuem a apostar na Cultura!

Subscreva
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x