Coisas Boas em Alta
Produtos em Alta

Filigrana Portuguesa

Então o que é isso da filigrana?

Parece um trabalho simples, mas não é.

É a forma como diferentes fios finos desenham padrões e são soldados conjuntamente de maneira a criar uma peça muito maior.

Nenhuma outra arte de joalharia usa esta técnica de fusão igual para juntar fios de ouro. 

Hoje, como há milhares de anos, os diferentes fios que compõem cada peça unem-se apenas pelo calor, sem recorrer a nenhum outro material ou liga. 

A mais conhecida peça portuguesa em filigrana é o Coração de Viana.

Em alguns destes corações metade da “superfície” da peça pode ser ar! 

Ao contrário do que se poderia pensar, o conhecido  coração de Viana não teve como propósito ser um símbolo de amor, mas sim um símbolo de dedicação ao culto do Sagrado Coração de Jesus.

Terá sido a rainha D. Maria I que, grata por lhe ter sido concedido um filho varão, mandou executar um coração em ouro.

Agora a boa notícia é que a Filigrana de Gondomar vai estar em destaque na Feira Internacional do Dubai para promover a produção desta arte.

Os conhecidos artistas e artesãos de Gondomar, António Cardoso e Rosa Maria da AC Filigranas e Nuno Resende  da F. Ribeiro, Lda, vão estar no Dubai e levam as peças mais emblemáticas da Filigrana tradicional portuguesa desde a Caravela Portuguesa, a Cruz de Malta, os brincos rainha e o Maior Coração em Filigrana do Mundo.

A passagem da Filigrana de Gondomar pelo Dubai faz-se também com outra grande surpresa: a apresentação oficial de um vestido em Filigrana assinado pelo estilista Micaela Oliveira, em colaboração com o designer e ourives gondomarense Arlindo Moura da Arlindo Moura Jewellery.

Na elaboração desta peça de vestuário única estiveram envolvidos mais de dez artesãos de Filigrana, que contabilizaram cerca de 2 mil horas de trabalho à volta deste projeto arrojado.

São, no total, cerca de 30 peças de filigranas produzidas especialmente para incorporar o vestido.

Vamos lá publicitar a missa Filigrana.

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x
()
x