Coisas Boas em Alta
Notícias em Alta

Vida Instragramavel – Paula Cordeiro

Acabei de ler o livro de Paula Cordeiro e fiquei com a ideia que não nos devemos meter em caminhos apertados  pois podemos- nos magoar muito.

Ela decidiu criar um projecto editorial online, o Urbanista.

Fez-se passar por influencer e entrou os meandros de uma nova profissão que estava a começar.

Deslumbrou-se, esqueceu-se do seu objectivo, de descobrir o que é ser influencer, deixando-se levar pela espiral da competição sem rédeas.

Vida Instagramável é um relato, na primeira pessoa, de uma história de mudança de vida, paixões e ambições, mas também um ensaio sobre a cegueira dos likes ou da conquista de seguidores e o impacto que esta luta diária pela atenção do outro pode ter, nas nossas vidas e na nossa estabilidade.

Dirigido a todos os que acham que está tudo mal nas suas vidas e querem começar de novo, Vida Instagramável prova que, para mudar de vida, temos de começar por mudar a forma como a vivemos!

Explica como podemos redescobrir aquilo que nos faz felizes e explora os detalhes do Instagram e a forma como pode mudar  as nossas vidas.

Era professora, pró-reitora, curadora, coordenadora e provedora.

O stress do dia a dia tornou-se avassaladora e Paula Cordeiro decidiu criar o Urbanista, um projeto onde poderia fazer apenas e só aquilo de que mais gostava.

O que deveria ter sido uma mera experiência tomou conta da sua vida, de forma subtil e traiçoeira,  e levou a investigadora de 45 anos a um burnout e a mais do que uma conclusão sobre as redes sociais, a sua influência terrível.

A experiência, essa é toda revelada neste livro “Vida Instagramável”, que acaba de chegar às livrarias e vai ser um sucesso  e um alerta.

Paula Cordeiro diz que o blogue passou a ser uma obsessão.

Medir likes e seguidores, numa abordagem objetiva, permite perceber que tipo de fotos, textos, e abordagens funcionam melhor.  

Entrou numa espiral de negatividade muito grande e, neste processo todo, teve um ensaio de burnout. 

Tornou-se obsessivo mas quando chegou  aos 10 mil seguidores, disse ela “pronto, consegui”.

Mas não foi capaz de parar.

Tinha a pressão dos seguidores e as marcas que a continuavam a procurar.

Como é que se sai disto? Conseguiu dizer finalmente que já não era influencer, para pararem de lhe enviar coisas.

A última campanha que fez foi para o Esporão, era uma campanha que apelava à calma e a uma vida com mais consciência, abrandar.

Decidiu que seria uma bela maneira de se despedir e disse: “Esta é a última campanha que faço e até tem a ver com isto. Vou abraçar o projeto! um beijinho. Fui.”

E libertou-se! Parabéns Paula

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x
()
x