Coisas Boas em Alta
Notícias em Alta

Siza Vieira o maior

O projeto “O Museu de Arte e Educação de Ningbo” na costa leste da China, executado pelo arquiteto Álvaro Siza de 87 anos e Carlos Castanheira, ganhou o prémio de Edifício do Ano 2021.

Entre vários nomeados na categoria Arquitetura Cultural, anúncio feito agora pela ArchDaily-Plataforma.

A ArchDaily- Plataforma, com base em Nova Iorque, foi criada em 2008, reúne profissionais das áreas da arquitetura, design, construção e meios de comunicação especializados, dos diferentes continentes.

O projeto de Siza Vieira, encontrava-se entre os cinco nomeados na categoria Arquitetura Cultural, uma das 15 que compõem os prémios da plataforma internacional de arquitetura, e é o único de arquitetos portugueses entre os candidatos, nesta edição.

Em vez de escadas, o edifício, com uma altura de 25 metros, tem uma rampa sem barreiras a ligar os cinco andares e é iluminado apenas por janelas situadas no rés-do-chão e no topo do museu.

Pela sua elegância, modernismo e ser diferente foi o escolhido para o prémio.

O Museu de Arte e Educação de Ningbo é um projeto do grupo privado chinês Huamao Group.

O presidente deste grupo, convidou Álvaro Siza para a liderança da obra, depois de visitar o Museu de Serralves, que Prémio Pritzker desenhou, no Porto.

Siza Vieira e Carlos Castanheira, começaram a trabalhar na China em 2014 executando um edifício de escritórios.

Pela obra que tem,  Siza Vieira é reconhecido pelo seu trabalho, em todo o mundo. Parabéns aos Arquitectos Portugueses.

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x
()
x