Coisas Boas em Alta
Notícias Boas

New Era

O Colombo é um Centro Comercial que eu frequento muitas vezes por semana.

Vou ao cinema, comprar alguma coisa que precise e petiscar.

Agora descobri uma loja nova no 2 piso.

Novinha em folha e que vende bonés.

Eu uso boné há anos, mesmo ouvindo dizer que me fica pessimamente.

Gosto da pala que me protege do Sol e de poder  ajustar o boné a cabeça! 

Abriu então a New Era!

E começo por dar os Parabéns!

São já 100 anos.

Um número incrível, que não está ao alcance de todos!

Passou-se um século desde que Ehrhardt Koch fundou a New Era Cap Company.

O alemão escolheu a cidade de Buffalo, no estado de Nova Iorque, para dar os primeiros passos no mundo dos chapéus. 

Para celebrar esta data vamos lá saber a historia da New Era, aquela que é uma das marcas de chapéus mais conhecidas de chapéus. 

A história da New Era é, de facto, interessante e, atualmente, ninguém põe em causa a importância da New Era no que toca a chapéus e bonés .

Um acessório que nasceu no mundo do desporto e que se converteu, adaptando-se às tendências da moda urbana, tanto para homem como para mulher e criança.

E o melhor é que, grande parte desse sucesso, se deve aos desenhos intemporais, um verdadeiro ícone que não passa de moda.

Ano após ano, temporada após temporada vão se vendendo bonés como milho.  

A New Era começou uma série de campanhas para deixar claro que os seus chapéus não eram apenas para a prática desportiva.

Na verdade, eram para todo o mundo e para serem usados em qualquer momento.

Um acessório simples, cómodo e estiloso para combinar com tudo. 

A história da New Era começa no início do século XX.

Nessa altura os bonés eram os acessórios mais populares usados  entre homens e mulheres, pelo que a New Era decidiu não ficar para trás.

E assim foi: durante o primeiro ano fabricaram 60.000 bonés !


Na década de 70 a marca deu-se conta de que os seus produtos só estavam a ser comprados por jogadores profissionais de basebol ou então por adeptos do basebol que seguiam com grande interesse a modalidade.

Algo suficiente para os começos da marca,  mas que se refletiu num grande número de potencial clientes que não estava a ser aproveitado.

A deu-se a reviravolta.

Gente de qualquer idade, extrato social usa boné!

Vai espreitar a loja. Está bonita.

Ou é daqueles que detesta usar boné?

Deixe um comentário

%d bloggers like this: