Coisas Boas em Alta
Notícias Boas

Moda de Milão

Gonçalo Peixoto é o fundador da marca de moda feminina com o mesmo nome.

Iniciou os seus estudos em Design de Moda em 2012, em Guimarães, e posteriormente licenciou-se na ESAD, Escola Superior de Artes e Design, em Matosinhos.

Desde o início dos seus estudos, revelou ser um jovem artista apaixonado, impulsionado pelo seu amor pela moda e pela sua necessidade de criar.

As suas coleções têm atraído a atenção de várias lojas de moda conceituadas, além de revistas de moda .

Em setembro de 2017, Gonçalo Peixoto apresentou a sua primeira coleção em desfile durante a London Fashion Week.

Em março de 2018, integrou o calendário oficial da ModaLisboa, onde passou a apresentar sazonalmente as suas coleções.


Para Gonçalo Peixoto, designer português de 23 anos este ano começou bem.

Foi um dos nomes a figurar no calendário de apresentações da semana da moda em Milão, e a estreia teve de acontecer a partir de Portugal.


“Foi tudo feito cá”, diz o design. A notícia chegou no início do ano, a pouco mais de um mês da fashion week. 

Os interiores de um casarão degradado foram o cenário escolhido para gravar o desfile. Dez manequins percorreram as salas e corredores sem público.

A imagem é semelhante em todas as semanas da moda internacionais, que substituem as apresentações ao vivo por eventos a porta fechada, em locais escolhidos a dedo.

Gonçalo juntou a sua equipa para fazer o desfile poder acontecer.

No desfile, estiveram rostos familiares como Margarita Pugovka e Isilda Moreira, também elas guiadas pelo ritmo de “Galanteio”, tema dos Três Tristes Tigres.

No final, as imagens foram de uma pista de dança improvisada, evocação das noites e festas que tardam em voltar. Disco sound.

“Esta coleção nasce num momento de isolamento social e de uma necessidade enorme de voltar a sentir o toque e aquela proximidade entre os corpos. Basicamente, é sobre essa nostalgia”, diz Gonçalo Peixoto.

Perante as limitações ditadas pela pandemia, o designer provoca-nos  com um cortejo de vestidos arrojados.

Os brilhos, os ombros pronunciados, e as transparências surgem como de uma realidade constante. “A coleção abre a porta da disco sound.

Há um desejo de liberdade expresso através de uma paleta super vibrante”, completa.

Com a  necessidade de roupa confortável Gonçalo Peixoto, atirou-se aos fatos de treino e por isso  estão de volta com novas cores, em alternativa aos looks de festa .

Parabéns Gonçalo e continua a fazer a diferença!

Deixe um comentário

%d bloggers like this: