Coisas Boas em Alta
Notícias Boas

Ballet Clássico

A 49.ª edição do Prix Lausanne, decorreu esta semana embora as finais se tenham realizado já este sábado.

O Prix de Lausanne, um dos mais importantes concursos europeus para jovens bailarinos, foi criado em 1973 e é gerido pela Fondation en Faveur de L’art.

O jovem bailarino português António Casalinho, duplamente distinguido com o Prémio de Interpretação Contemporânea e uma bolsa de estudo na competição internacional de bailado Prix de Lausanne, na Suíça.

António Casalinho, de 17 anos, foi um dos seis jovens finalistas distinguidos com bolsas pela 49.ª edição do prémio, à qual concorreram inicialmente 82 bailarinos, tendo 78 chegado à fase competitiva e 20 à final que decorreu com os candidatos a apresentarem-se online.

António Casalinho, nasceu em Leiria em 2007, é já um grande bailarino a nível internacional, que parte do público português conhecerá enquanto vencedor do concurso Got Talent Portugal de 2017, começou a dançar aos oito anos e desde então tem sido distinguido em várias competições internacionais, entre elas o norte-americano Youth America Grand Prix e o Beijing International Ballet and Choreography Competition, um dos mais importantes concursos de dança da China.

Os bailarinos portugueses António Casalinho, Francisco Gomes e Laura Viola tinham sido selecionados para a competição internacional de bailado Prix de Lausanne, entre candidatos oriundos de vinte países.

Os três portugueses selecionados são do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sánchez, em Leiria.

Entre os selecionados contavam-se seis bailarinos brasileiros: Kayke Nogueira, da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, Rui Cesar da Cruz e Luiza Falcão, do Grupo Cultural de Dança Ilha, João Felipe Domingos, do Basileu França, Andrey Jesus Maciano, do Balé Jovem de São Vicente, e Ana Sartini, do Ballet Vórtice demonstrando a importância deste concurso.

O Prix de Lausanne, um dos mais importantes galardões dedicados à dança, foi criado em 1973, e é gerido pela Fondation en Faveur de l’Art Chorégraphique

Deixe um comentário

%d bloggers like this: