Coisas Boas em Alta
Histórias em Alta

Papa Português

A 20 de setembro de 1276, o médico, professor e matemático português Pedro Julião, também conhecido por Pedro Hispano, é coroado Papa, tomando o nome de João XXI. Foi o único papa português.

187.º Papa da Igreja Católica, exerceu funções por pouco tempo.

Sabe-se que é natural de Lisboa , mas a certeza do ano do seu nascimento não há! Parece que foi por volta de 1205.

Vai para França, onde na Universidade de Paris ou na de Montpellier, faz o curso de medicina e teologia, tendo por companheiros de estudo nomes sonantes do Cristianismo, como São Tomás de Aquino e São Boaventura.

Ensina medicina na Universidade de Siena entre 1246 e 1252, onde escreve, entre outras obras, o tratado Summulæ Logicales que seria utilizado nas universidades europeias, durante mais de 300 anos, para estudo da lógica aristotélica.

No campo da medicina, o seu tratado oftalmológico De oculo conhece uma ampla divulgação nas universidades da Europa e o Thesaurus Pauperum (Tesouro dos Pobres), um manual que descreve várias doenças, apresentando a cura para muitas delas, obtém centenas de edições, tendo sido traduzido para 12 línguas.

De regresso a Portugal, o rei D. Afonso III confia-lhe, em 1263, o priorado da Igreja de Santo André, em Mafra.

Ocupa outros cargos na Sé de Lisboa, na Sé do Porto e na Colegiada Real de Santa Maria de Guimarães. Depois é nomeado Arcebispo de Braga.

No ano seguinte, quando participa no XIV Concílio Ecuménico de Lião, Gregório X nomeia-o Cardeal-bispo e seu médico pessoal. 

Após a morte deste último, no conclave realizado em Viterbo, o português Pedro Julião é eleito Papa a 13 de setembro e coroado a 20 de setembro de 1276, adotando o nome de João XXI.

O seu trabalho como Papa foi pontuado pelo seu esforço em conciliar as diversas monarquias europeias.

É um homem simples, recebia em audiência todos que lhe pedissem uma reunião.

Mais preocupado com o estudo que com as tarefas burocráticas, delega no Cardeal Orsini (futuro Papa Nicolau III) o tratamento dos assuntos correntes.

Foi considerado um dos mais cultos Papas, que passaram pelo Vaticano, morre, a 20 de maio de 1277, em Viterbo, para onde se retirara por estar doente.

A sua morte foi trágica pois não morreu da doença mas sim pelo desabamento das paredes do seu quarto.

Termina, assim, o seu curto pontificado de pouco mais de 8 meses, tendo sido sepultado junto do altar-mor da Catedral de São Lourenço, em Viterbo, onde os seus restos mortais permaneceriam até ao século XVI, altura em que aquele templo sofre obras de reconstrução. 

É, então, retirado do lugar de destaque onde se encontrava e colocado num modesto e sombrio túmulo. 

A 28 de Marco de 2000, por intervenção de João Soares, então presidente da Câmara Municipal de Lisboa, o que resta do seu corpo é colocado novamente, a título definitivo, num lugar de destaque: ao lado do Evangelho da Catedral de Viterbo. 

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x
()
x