Coisas Boas em Alta
Histórias em Alta

Plantas

Os meus canteiros parecem autênticos matagais.

Farto-me de comprar plantas baratinhas e estão todas misturadas.

Não sei nada de organização mas delicio-me a vê-las crescer e algumas ou melhor poucas vezes, a florescerem e dar flor. 

Li agora que há um empresa recente que me poderá ajudar a melhorar o aspecto do “mato” que tenho em casa.


A nossa disposição há um negócio, conduzido pelas mãos de uma jovem empreendedora. “Desde pequenina que sou apaixonada por plantas e animais”, revela Sofia Eiras Antunes que, juntamente com uma sócia com formação em psicologia, lançou a Curae, que faz as vendas on line e o preço começa em 15,99 €.

Parece que muito mais do que um valor decorativo, as plantas surgem como se de terapeutas se tratassem.

Segundo Sofia, ao cuidar delas, a natureza interior humana tem a oportunidade de estabelecer uma relação com a natureza que a rodeia.

O princípio é fácil de assimilar: aprender a cuidar melhor das plantas que temos em casa e assim cuidarmos melhor também de nós próprios.

Fico desconfiada com este discurso, mas deixando o esoterismo de parte, o mandamento assenta em pressupostos puramente científicos:  

O poder apaziguador de tomar conta de um ser vivo aliado ao facto de algumas espécies serem verdadeiros filtros de purificação de ar convencem cada vez mais aqueles que vivem nas cidades a seguir esta tendência.

Tudo é aceite quando se fala de plantas.

Tenho uma amiga que fala com as rosas e as orquídeas e diz elas ficam felizes.

Aconselham a por borras de café na terra, a comprar terra melhor a regar e a olhar para elas, mas o que é certo é que tenho uma mata cerrada onde o gato passeia-se no meio delas destruindo muitas e onde se deita a apanhar sol. 


Neste momento já não tenho espaço para por mais nenhuma planta.

Quando chegar a primavera vou ver quem me dá flores.

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x