Coisas Boas em Alta
Histórias boas

Fim de Férias! Que canseira

Venho cansada das férias!

Achei sempre estranho vir de férias e precisar de descansar para retomar as rotinas.

Vai-se à praia, tomar uma cerveja ao pôr do sol depois jantar e conversar, como se o mundo acabasse amanhã.

Deitar tarde e muitas vezes acordar com as galinhas para se aproveitar bem o dia.

Parece ser tudo diferente do nosso dia-a-dia, mas… estranho acaba-se as férias e estamos cansados.

É um cansaço bom dizem alguns amigos, mas não basta não fazer nada, desligar ou adiar o despertador para que o organismo regenere verdadeiramente.

Para se recuperar de vários meses de trabalho, tanto física quanto psicologicamente, o corpo e o cérebro precisam de três tipos diferentes de descanso.

Os convívios sociais podem ser cansativos.

Cada interação social requer atenção, tanto para os outros, para o que eles dizem ou para linguagem corporal, mas também para nós.

Isto é ainda mais cansativo quando estamos num bar ou restaurante, num ambiente barulhento, rodeados de amigos, mas também de muitos estranhos e gostar de estar a escutar tudo e todos ao mesmo tempo.

E falar, falar.

Por isso, reservar um tempo a sós pode ser uma boa solução para o descanso social.

Estar sozinho e não fazer nada é o momento perfeito em que a nossa atenção não é desviada para o outro.

Podemos, então, baixar a guarda e ordenar os nossos pensamentos e as nossas emoções.

As emoções estão presentes a todos os momentos, mas têm consequências.

Algumas são apenas perdas de energia.

Perda de tempo.

Provocam uma química pesada que requer muita energia do cérebro e do corpo para libertarmo-nos dela.

E a solução?

Temos de optar por tentar relaxar e estar num ambiente calmo e não agitado e com muita informação a ser processada.

E não estar sempre em constante vigília a ouvir os problemas dos amigos e colegas de férias.

A comida também desempenha um papel fundamental na regulação do nosso bem-estar nas férias.

Grandes almoçaradas muito pesadas ou então o contrário, uma sandes de alface e tomate, o nosso corpo fica todo baralhado e cansado.

O uso dos sentidos, especialmente da audição, faz o cérebro funcionar sem parar.

Sons de conversas ao nosso redor, mas também notificações de mensagens recebidas pelo telemóvel ou computador, todos esses estímulos permanentes, formam uma sobrecarga cognitiva e podem ser uma fonte de fadiga.

A necessidade de estar sempre de telemóvel em punho, para tirar fotografias a tudo, cansa.

Por isso, é fundamental fazer pausas silenciosas durante o dia.

Em qualquer sistema biológico, uma fase de atividade está associada a uma fase de regeneração.

O cérebro não foge à regra: ele precisa fundamentalmente de momentos de silêncio para se regenerar.

Para o ano vou ter mais cuidado e tentar descansar a cabeça e o corpo.

As férias cansam muito mesmo! Mas são boas.

Deixe um comentário

%d bloggers like this: