Coisas Boas em Alta
Histórias boas

Ballet – Marcelino Sambé

Parece um conto de fadas mas não é!  

Muito trabalhos muita dedicação.  

Marcelino  Sambé, de 26 anos, tem tido uma ascensão incrível na hierarquia de uma das companhias de bailado mais prestigiadas do mundo.

Em 2012 transitou diretamente da academia de Londres The Royal Ballet School, para a companhia.

Um sucesso.  

São poucos os alunos que o conseguem.

Nos anos seguintes foi pulando degraus na carreira, com promoções sucessivas para as posições de primeiro artista (2014), solista (2015), primeiro solista (2017) e, finalmente, bailarino principal (2019), o nível mais alto.

Marcelino tem uma personalidade maravilhosa, que tanto encanta o público como os colegas na companhia.

Filho de mãe portuguesa e pai guineense, Marcelino cresceu no bairro do Alto da Loba, em Paço de Arcos, nos arredores de Lisboa.

Entrou para a Escola de Dança do Conservatório Nacional com 9 anos.

A infância algo complicada, de pobreza e muita instabilidade familiar, foi virada do avesso quando foi adotado pelos pais de uma colega do Conservatório.

Marcelino prefere não falar daquele passado difícil e algo escuro.

Agora  dá cartas no estrangeiro.

Num vídeo maravilhoso, com cerca de três minutos publicado pela Royal Opera House, a conceituada companhia britânica à qual pertence, o português surge a dançar numa rua deserta de Lisboa.

Trata-se de um ‘short film’ realizado por Yves Callewaert que, até ao momento, já conquistou mais de seis mil reações. 

Neste, Marcelino Sambé surge a dançar à noite na cidade, numa rua que não partilha com ninguém.

A performance é magistral. 

No Instagram, o bailarino fez questão de destacar este seu trabalho, assim como toda a equipa que dele fez parte: “Yves Callewaert (realizador) ao lado de uma equipa incrível, uniram-se para criar uma obra de pura magia e mistério, onde estes sapatos mágicos me levam numa eletrizante viagem pelas ruas da minha querida cidade de Lisboa”.

É de ficar de coração cheio a vê-lo a rodopiar por uma rua deserta como dono do Mundo. Parabéns grande bailarino!

Deixe um comentário

%d bloggers like this: