Coisas Boas em Alta
Entrevistas

SANJO

Fez as delícias de muitos nos anos 80, desapareceu e agora volta a ter o folgo do passado Conversamos com um dos sócios José do Egipto da renovada Sanjo. As sapatilhas que usei na minha adolescia e que gora regressão muito mais confortáveis e bonitas 

1 – Como foi que a marca nasceu? 

A marca nasceu em 1933 pela necessidade que a fabrica de chapelaria de S. João da Madeira sentiu em criar outro produto além dos chapéus que fazia e que estavam a entrar em desuso. 

2 – Nos anos 80 eram a grande referencia em Portugal, quem era o publico nessa altura? 

Desde os anos 50 até fins dos anos 80 foram momentos áureos da marca, pois deixou de ser uma marca vendida essencialmente para o desporto para ser vendida para toda a população sem exceção, desde o desporto, ao exercito, a moda enfim, todos os Portugueses usavam Sanjo. 

3 – Passaram por um período que quase desapareceram, o que aconteceu? 

Com o 25 de Abril as fronteiras foram abertas para muitos produtos que ate então sofriam de proteção do Estado Novo, a Sanjo não foi exceção e provavelmente não estavam preparados para a concorrência que entretanto chegou. 

4 – Agora voltam em força, o que mudou? 

Sobretudo a linguagem da marca e a otimização do produto, Todos os passos desta longa viagem que é a concepção e desenvolvimento da coleção SANJO ocorrem em Portugal sob condições justas e de respeito, que agora se conectam com as novas gerações. 

5 – Como é atualmente o portfólio da marca? 

Atualmente a marca acredita na revitalização do amor ao que é Português e no design e criação artística, daí o destaque no nosso portfólio serem as mais recentes colaborações com marcas como a Burel, a La Paz, e a estilista Alexandra Moura. 

6 – Onde estão representados? 

Através da nossa loja online chegamos a todo o Mundo sem exceção, em lojas físicas estamos em Portugal e Espanha sobretudo em lojas de conceito e lojas com forte representação da cultura Sneaker (streetwear) aqui também existe maior rigor na distribuição. 

7 – De onde vem o nome da marca? Sanjo? 

A origem do nome está na origem da marca, nasceu em São João da Madeira daí o nome, iniciou-se na Companhia Industrial de Chapelaria. 

8 – a linhas da marca são inspiradas em quê? 

A inspiração da SANJO é um dialogo entre a cultura urbana e as antigas tradições Portuguesas, esta inspiração conecta de forma harmoniosa o passado com o presente da marca. 

9 – Como foi a evolução da marca ate aos nossos dias? 

A evolução da marca oscilou muito desde a origem até ao presente, do nosso lado e na nossa curta historia com a Sanjo, temos como valores fundamentais a consistência no produto e na comunicação, temos um plano bem estruturado daquilo que queremos para a marca. 

10 – O que marcamos quando calçamos uns ténis sanjo? 

Calçar Sanjo “marca muitos pontos” destaco a valorização do made in Portugal e toda a cultura portuguesa assumida em cada par, não estamos a comprar só umas sapatilhas estamos a comprar um objeto de culto, uma historia, um legado. Outro ponto forte é a estética de pureza e otimismo dos novos Sanjo estamos a reduzir a pegada ecológica, o nosso fabrico foi otimizado, evitando produtos químicos tóxicos para proteger a natureza e a saúde de quem produz e calça os nossos sapatos, o nosso setor produtivo reduziu drasticamente os consumos de energia e agua. 

https://www.sanjo.pt/

Deixe um comentário

%d bloggers like this: