Coisas Boas em Alta
Entrevistas em Alta

A cerveja +351

O mercado das cervejas artesanais deu um grande pulo em Portugal.

Fomos conhecer Duarte silva proprietário da cerveja de Vila de franca de Xira a +351

 Como foi que se meteu no negócio da cerveja?


O enorme gosto por cerveja, fez-me querer saber mais sobre cerveja e acabei mesmo por começar a produzir cerveja na cozinha e aceitação entre amigos e familiares foi muito positiva. Após trabalhar numa multinacional e ter desenvolvido uma startup na indústria do plástico, resolvi arregaçar as mangas, fazer cerveja e com uma caixa na parte de trás da minha scooter começar a vender cerveja.


Como explica o crescimento das cervejas artesanais no mercado das bebidas?

Segue o caminho que outras bebidas estão a fazer pelo mundo e muitas delas já estão muitos anos à frente, como é o caso do vinho e do gin. Ultimamente está a acontecer esta evolução/crescimento, diria mesmo, diferenciação e uma maior aposta em produtos de qualidade. Assim como está a contecer no vodka, wiskey e ultimamente os cocktails. 


Como surgiu a marca +351?

A vontade de querer dar o “welcome” a todos aqueles que nos visitam ou querem saber mais sobre portugal, através de uma garrafa de cerveja.

Sabia alguma coisa deste negócio?


Não. Só mesmo beber.  

Duarte silva

Qual o seu portfólio?

Pale Ale, Weiss, IPA e finalmente Black IPA

Quem é o seu público?


Toda as pessoas a partir dos 18 anos!

Tem loja física?


Loja Física são todos os nossos cerca de 400 clientes. Da marca em breve teremos novidades.  


Tem representação internacional?

Sim. Espanha, Reino Unido e na Ásia.

Como esta a lidar com a pandemia, o consumo baixou?

Pandemina quebrou cerca 95% as nossas vendas.

O que esta a sair em breve? 

Novos corners mesmo da marca +351. E novidades no nosso site/lojaonline

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x
()
x