Coisas Boas em Alta
Coisas Boas

Passeio de Galeão

Deliciei-me a fazer um passeio de 2 horas no Rio Sado.

Partindo do cais das Fontainhas em Setúbal,  

O Galeão levava 25 pessoas todas com espaço para estar a desfrutar do passeio e tentar avistar um golfinho.

Mas nada! Eles estiveram afastados da nossa rota e la estariam na sua vida.

Não fiquei triste porque estive a ver Tróia, as praias cheias o Casino, Hotéis e as embarcações que circulam por ali. 

Os Galeões surgiram no século XIX como embarcações de pesca vindas  do sul de Espanha e com eles trouxeram uma nova arte de pesca para a qual eram necessários barcos ágeis e velozes. 

Mas o que é exactamente um Galeão do Sal?


Estas embarcações serviam de transporte para o sal, pois a actividade salineira era de uma importância extrema no estuário do Sado.

Barcos que vinham da zona de Alcácer formavam assim, uma actividade que era essencial e produtiva.

Em média um Galeão podia transportar cerca de 50 toneladas de Sal.

Porém os galeões apenas alegraram estas águas até a década de 60, pois os frigoríficos começaram a chegar ao mercado e com essa novidade, naturalmente o sal passou-se a conservar em casa. 

Agora ocupam novamente o Sado, e o Riquitum nome do Galeão que me transportou podede repente pode ser um  barco a motor e um barco à vela.

Sim, é isso mesmo, os galiões têm duas formas de viajar: a motor e à vela.

São barcos amigos do ambiente em que as velas são compostas de materiais reciclados. 

Adorei o passeio, pois o dia cheio de sol combinava com o meu espírito!

Tirar partido de tudo que me é oferecido.

Vão experimentar um passeio de barco.

Levem chapéu, água e espírito aventureiro!

Deixe um comentário

%d bloggers like this: