Coisas Boas em Alta
Coisas Boas

Bem Bom

Estávamos em 1980 e eu era apenas uma garota de 9 anos, de cabelo curto, que gostava de brincar na rua e jogar à bola com os rapazes.  

Alguns anos se passaram (muitos!!) e hoje, depois de assistir ao filme “Bem Bom”, realizado por Patrícia Sequeira, percebi como essa foi uma época que marcou uma geração.

É um Filme que nos faz viajar no tempo e recordar tanto da nossa infância.

O convencional telefone preto ou branco, com sistema giratório de marcação do número, o “napron” de crochê nas costas e braços do sofá, a carrinha “Van”, o tradicional posto de abastecimento de combustível, as roupas sempre muito convencionais e formais, os materiais e padrões dos tecidos (fazendas de riscas e quadrados).

Mas é acima de tudo um filme que retrata uma mudança de paradigma no panorama musical português, sobretudo numa época em que era habitual um certo formalismo por parte dos cantores.

Esta ‘Girls Band’ veio quebrar esse formalismo e apresentar-se com uma postura arrojada e provocante, onde a sensualidade do corpo feminino, aliada às tendências de moda do estilista José Carlos e a cativantes coreografias em palco, provocaram uma enorme mudança de mentalidade no meio artístico.

Quem não se lembra da presença desta ‘Girls Band’ portuguesa em vários Festivais da Canção (1980, 1981, 1982 e 1984) e dos ousados guarda-roupa e coreografia de canções como “Doce”, “Ali-Babá” e “Bem Bom”, tendo com esta última conquistado o primeiro lugar no Festival RTO da Canção em 1982 e representado Portugal no Festival Eurovisão da Canção, em Harrogate, Inglaterra.

E a caracterização dos atores foi de se tirar o chapéu, a maquilhagem, os acessórios e roupas, a adaptações dos atores nas formas física, vocal e emocional.

Parabéns!

Um filme bem-disposto, que nos faz querer cantar e dançar as músicas de uma época, mas que várias gerações conhecem, assim se conclui olhando para o público que estava presente na sala de espetáculo.

E quando assistimos com amigas de longa data, a viagem no tempo ganha outra dimensão! 

2 Comments

Deixe um comentário

%d bloggers like this: