Coisas Boas em Alta
Coisas Boas

Escaroupim

Escaroupim é uma típica aldeia de pescadores, formada nos anos 30.

O nosso escritor Alves Redol chamou-os de “nomados do rio”, porque durante os meses de inverno deslocam-se para aqui para fazer as campanhas do peixe no Inverno e depois no Verão voltavam para as suas terras.

Vida difícil.

Nunca tinha ouvido falar desta aldeia no Ribatejo.

Mas fui até lá fazer um passeio de barco.

Os barcos partem de um embarcadouro bem arranjado de Escourapim e viajamos com a empresa Rio-a-Dentro.

Vamos passando devagar pelas várias ilhotas todas diferentes.

A ilha das Garças onde habitam imensas, todas espevitadas a voar sozinhas ou em família.

A seguir passamos pela Ilha dos Cavalos para mim a mais bonita.

Cavalos a andar despreocupados alimentando-se de ervas e a solta.

Sabem nadar e quando lhes apetece atravessam a nado para outra ilhota.

Lindos.

A ilha dos Amores como o nome indica idílica para quem quer namorar.

O Rio Tejo está um pouco sujo e com lixo que as pessoas deixam: garrafões e latas e muitos sacos plásticos.

O barco que leva 10 pessoas levou-nos até à Valada do Ribatejo, onde aí a praia está cheia de gente e muitas motas de água.

Para terminar entramos por um caminho estreito e aí parece um paraíso.

Silêncio profundo e só o canto dos pássaros.

Um belo passeio organizado pela Empresa.

A seguir visitamos um pequeno museu instalado numa antiga escola primária que nos mostra a vida difícil dos Avieiros e Pescadores há muitos anos.

Belo passeio que recomendo. Perto de Lisboa!

Deixe um comentário

%d bloggers like this: