Coisas Boas em Alta
Coisas Boas

Horta Café

Pelo nome podíamos pensar que estávamos nos Açores, na Ilha do Faial, mas não, este Horta Café, situa-se na Alta de Lisboa.

Mantendo a regra que só costumo escrever depois de pelo menos duas visitas, esta já conta com quatro visitas.

Situado na principal artéria da Alta de Lisboa, este “café” mudou recentemente de gerência, que desde logo fez um “upgrade” na decoração, este ficou com uma prevalência de duas cores, o grená e o preto, mudou a louça, e reposicionou as mesas.

Apesar de ser principalmente um café, com bolos, pão, etc; o Horta Café também serve refeições, com os tradicionais “Pratos do Dia”, e é destes que vos vou falar.

Embora não tenha fotos para documentar, o primeiro contacto foi durante o fim de semana passado, e nada melhor que um bom prato de caracóis, para aferir a qualidade e a “mão” da cozinheira. E não é que estavam maravilhosos!?

A fazer jus aos melhores de Lisboa, com o tempero certo, e a temperatura ideal para serem servidos.

E como um bom prato de caracóis pede a seguir um bom prego no pão, cá veio ele…

Com uma excelente apresentação, vinha acompanhado com umas batatas fritas ás rodelas, mas o que sobressai é o excelente equilíbrio entre o alho e a carne, e esta era de excelente qualidade.

Com a primeira visita aprovado, tivemos de voltar para aferir os Pratos do Dia.

O primeiro a ser provado, foram umas ervilhas com entrecosto.

Só vos posso dizer que estavam riquíssimas e óptimas.

Muito bem estufadas, com muito entrecosto a acompanhar, e o melhor de tudo, os enchidos, que estavam postos nos quatro cantos do prato, (sim foi servido num prato quadrado), chouriço de carne, farinheira, morcela e chouriço preto. Que bem que me soube… apenas com um pequenino reparo, os ovos vinham demasiado cozidos, mas nada que afectasse a quantidade de sabores que vinha no prato.

É para unir todos estes sabores uma generosa dose de coentros. Aprovado!

Na visita seguinte, fui ao jantar e decidi-me por um esparguete á bolonhesa.

Esparguete cozido no ponto, e carne muito bem temperada e saboroso (talvez um bocadinho de sal a mais).

Apenas um ponto a apontar. O queijo que vem por cima da carne torna o prato enjoativo.

A minha sugestão era que o queijo viesse á parte e pudesse ser doseado pelo cliente.

Próxima visita, para o Prato do Dia, um entrecosto no forno.

Nada a apontar, assado com sabor a pimentão, batata assada no ponto, e uma salada a acompanhar. Também aqui uma nota, a salada podia ser servida á parte, para não “cozer” com o molho e o calor do prato principal.

Nota para a qualidade dos ingredientes seguidos. Carne e vegetais de excelente qualidade.

Quanto ás sobremesas, uma maravilha! Caseiras e todas de encher o olho…mousse de chocolate, baba de camelo, doce da casa (com leite condensado, natas e bolacha)etc.

Apenas duas notas finais para a simpatia de todas (digo isto porque são só mulheres que gerem este espaço) as colaboradoras é uma saudação especial, para a Conceição Ribeiro, (uma excelente fadista que já conheço há anos, enquanto andei durante mais de  uma dezena de anos a produzir com o meu amigo e saudoso José La Féria, a Grande Noite do Fado, para a Casa da Imprensa.) Devido a esta crise que afecta sobretudo a área artística, ela arregaçou as mangas e brinda-nos com a sua outra arte, a cozinha.

Deixo aqui a sugestão para que depois do jantar, se feche as portas e se cante o fado, já que penso que outra fadista, a Célia do Carmo, faz parte desta nova gerência.

Quanto a preços, pratos do dia (caseiros) a 6€, sobremesas e bebidas, entre 1 e 1,5€.

O Horta Café fica situado na Rua Helena Vaz da Silva, 24-A, na Alta de Lisboa.

Deixe um comentário

%d bloggers like this: