Coisas Boas em Alta
Coisas Boas

André Carrilho

André Carrilho não confundir com o jogador de futebol.

Ele é bem português e faz cartoons que me deixaram maravilhada.

Acho-o  um belo provocador mas ficamos agarrados aos seus desenhos e ainda bem que por um mero acaso, fiquei  a conhecer a sua obra.

André Carrilho foi o autor da ilustração que foi premiada com o Grande Premio no World Press Cartoon. 

A 10 de Agosto de 2015, era publicado um cartoon no Diário de Notícias sobre o ébola.

Mais do que retratar a violência do vírus, sublinhava a diferença com que os casos registados em África e no Ocidente são tratados pela comunicação social. Ultrapassou fronteiras e chegou a vários países, sob o olhar atento da imprensa, a própria que era alvo de crítica.

Nas redes sociais, o cartoon tornou-se viral. Era uma representação “perturbadora”, “precisa” e “verdadeira” de uma realidade que deixou de ser distante e já está na Europa e nos Estados Unidos. 

André Carrilho nasceu em 1974, em Lisboa.

É ilustrador, cartunista, animador e caricaturista. Galardoado com mais de 30 prémios nacionais e internacionais, já participou em exposições colectivas e individuais em Portugal, Espanha, Brasil, França, República Checa, China e Estados Unidos da América. 

O seu trabalho está publicado  numa extensa lista de jornais e revistas e que inclui entre muitos o The New York TimesThe New Yorker, Vanity Fair.

Em 2002, recebeu o Gold Award pela Society for News Design pelo seu portfólio de ilustração, um dos mais prestigiados prémios internacionais de ilustração.

Foi convidado a conceber o mural de caricaturas que decorou a famosa festa dos óscares da revista Vanity Fair. Olhem bem par o cartaz e digam se a imagem não é poderosa, 

Deixe um comentário

%d bloggers like this: