Coisas Boas em Alta
Coisas Boas

Cozido à Portuguesa

Este prato tradicional começa a entrar no gosto dos portugueses a partir do século XVII, vindo de Espanha mas com uma ligeira nuance: sofreu a inclusão dos enchidos nacionais como a chouriça de sangue, o salpicão, o presunto e o toucinho entremeado, ganhando uma “alma” diferente.

Gosto de cozido todos os dias. E já estou com água na boca só por estar a falar nele.

Pode-se comer cozido em qualquer dia da semana , mas o domingo é quase consensual ser o dia de comer um bom Cozido a Portuguesa.

É um prato típico de Portugal e é capaz de encher o estômago dos apetites mais vorazes, e até empanturrar.

Não é um prato leve . Geralmente, é servido numa travessa bem grande, deixando à vista a variedade de carnes, enchidos e legumes que lhe dão forma. O “cozido à portuguesa” já perdeu a conta dos séculos que tem, sendo reconhecido ,como um dos pratos mais antigos do país.

É reivindicado pelos portugueses como o Monumento da Gastronomia Nacional, fazendo parte da ementa ou do menu de quase todos os restaurantes típicos.

Há restaurantes que oferecem o cozido no sistema Buffet ou Self service mas não é a mesma coisa.

Servido em bandejas é outra coisa.

Em cada zona do País há algumas diferenças tanto nos ingredientes como no próprio paladar.

Conheço o Cozido Alentejano que se serve com o prato de sopa com rodelas de pão.

O dos Açores feito nas Furnas que tem um sabor a ferro que o torna maravilhoso.

Parece-me que no cozido cabe tudo: As diversas couves, o feijão, as carnes, o arroz, o grão, cenouras, nabos, a batata doce e sei lá que mais!

Domingo vamos a um cozido?

Deixe um comentário

%d bloggers like this: