Coisas Boas em Alta
Coisas Boas! Mas

Sushi Delícia

A propósito do meu “post” anterior (Kampai), e para que não pensem que sou elitista, em relação ao Sushi, aqui fica uma excepção à regra. 

Sabem, quando chegam a casa, cansados depois dum dia de trabalho, em que não vos apetece cozinhar, e perguntam para os “seus botões”…e hoje o que, e onde vou jantar?? 

Mas a preguiça é tão grande que não vos apetece tirar o carro da garagem e/ou conduzir, e olham à volta, para as ofertas no vosso bairro e pensam… 

E que tal um Sushi, sabendo que não tem a mestria, nem o requinte dos restaurantes da crónica acima mencionada, mas dá para “matar” o desejo!? 

Então vamos lá so fundo da rua (como o slogan duma rádio de referência, na àrea da informação). 

E ele lá está…o pequeno mas honesto Sushi Delícia, na Av. Helena Vaz da Silva, na Alta de Lisboa. 

Pequeno porque não tem mais de 12 lugares sentados, e honesto porque é o melhor que conheço em relação qualidade/preço na região de Lisboa. 

Simples, sem grandes aspirações, sem ser o de servirem peixe realmente fresco, no entanto com pouca variedade, praticamente só atum e salmão, ao princípio ainda tinham peixe-manteiga, mas não sei se foi da minha indignação (e cara) a este que nunca mais o ví por lá…para mím o pior peixe do mundo, se é que “aquilo” é peixe, mais parece pastilha elástica da Gorila. 

O menu é All you Can eat, como não poderia deixar de ser, e acreditem, vão ficar satisfeiteitos com a frescura e variedade das peças.  

Começa com um Kimchi, e depois vem os quentes (que de japonês não tem nada), mas aceitáveis para quem gosta (eu dispenso!) 

Segue-se o Sushi/Sashime propriamente dito que chega e sobra para os comensais, mas sempre com os simpáticos e diligentes empregados a perguntarem se queremos repetir… 

Tudo isto acompanhado por uma garrafa de tinto (branco não é vinho) fica pela módica quantia de 15 euros p.p. 

Nada mau… 

O único senão e por isso está neste separador “Coisas boas, mas…” é porque os empregados não percebem patavina do que lhes estás a dizer 

Ah! Os donos/empregados são nepaleses! 

Vale a pena uma visita! 

Deixe um comentário

%d bloggers like this: