Coisas Boas em Alta
Bebidas em Alta

Licor beirão

Este licor para mim, sabe-me sempre bem e a pouco. Ponho uma pedra de gelo e aos golinhos bebo o cálice todo.

Um dia exagerei e além de ficar muito sorridente e a achar que o mundo era lindo não consegui andar sem fazer uns esses.

A história de Licor Beirão está intimamente ligada à da publicidade em Portugal.

O fundador da marca, José Carranca Redondo, apostou desde cedo em formas criativas e arrojadas de comunicar o seu produto. Muitas dessas campanhas são, ainda hoje, recordadas pelo público.

Apenas um ano depois de ter adquirido a fábrica de licores onde trabalhara em menino, José Carranca Redondo pediu um empréstimo para produzir e distribuir cartazes em estradas e cafés de norte a sul do país. Neles anunciava a sua bebida: Licor Beirão. Foi a primeira grande campanha publicitária de uma marca portuguesa. 

Seguiram-se a construção de outdoors, ainda em madeira, chapéus de papel oferecidos em jogos de futebol, uma majorette censurada pelas autoridades, baloiços patrocinados e autocolantes distribuídos em táxis e em cafés, com mensagens tão fundamentais como “Feche a porta com cuidado” ou “Não se esqueça de apertar as calças”. Nem o slogan provocador “O Beirão de quem todos gostam” terá passado despercebido ao seu alvo indireto, António de Oliveira Salazar.

Tudo somado, em meados do século passado, Licor Beirão era já sinónimo de arrojo e criatividade. De tal forma que a empresa começou a produzir painéis publicitários para outras marcas. E não só: chegou a ser dos maiores fornecedores de sinais de trânsito em fibra de vidro.

Os anos passaram, mas a publicidade continuou a ser uma das características mais reconhecíveis de Licor Beirão. Seria possível encher uma cidade inteira só com campanhas que ficaram gravadas na memória coletiva dos portugueses: da voz inconfundível de Tony de Matos ao campino Fernando, interpretado por José Diogo Quintela.

A marca Licor Beirão colocou muitos portugueses a perguntar: “O que é que se bebe aqui?”, quando entravam num café ou restaurante.

O anúncio da tv mostra Manuel João Vieira, de óculos escuros, camisa de seda às flores e microfone. Apanha uma avioneta, uma velha camioneta de carreira e um triciclo com uma ovelha na caixa de carga, para visitar bares e restaurantes em várias cidades de norte a sul do nosso país. 

Na sua voz forte, Manuel João Vieira tanto pode cantar Mari Lu como perguntar: “O que é que se bebe aqui?” Infalivelmente, a malta do bar ou do restaurante responde, em uníssono: “Licor Beirão!”.

Da pergunta “O que é que se bebe aqui?”, feita por Manuel João Vieira ao país inteiro, há também as “Soluções à Portuguesa” apresentadas por Paulo Futre.A campanha do Licor Beirão “Soluções à Portuguesa”, que tem como protagonista Paulo Futre, foi a melhor campanha mundial desenvolvida em 2011, segundo a ICOM, uma das maiores redes de agências de publicidade do mundo.
O anúncio é da própria empresa proprietária do Licor Beirão, J. Carranca Redondo, que considera este prémio “mais um reconhecimento internacional” da estratégia de marketing que tem prosseguido ao longo da sua história.

A ICOM, fundada em 1980, é uma associação que representa cerca de 80 empresas de publicidade de mais de 50 países, à qual cada agência enviou a sua melhor campanha.

“A campanha, desenvolvida pela agência de publicidade Uzina, pretendeu fazer uma ligação com alguma dose de humor entre a notoriedade de Paulo Futre e as eleições legislativas que tiveram lugar em 2011”, considera ainda a empresa.

As imagens concebidas para esta campanha publicitária apresentam o ex-futebolista Paulo Futre com pose de candidato eleitoral, distribuindo «Soluções à Portuguesa». claro presentes.

O Beirão é tudo isso: sentido de humor na publicidade e boa qualidade. E as miniaturas são um must.  

Subscreva
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Tem algo a dizer? Comente este artigo!x
()
x